Recarga de Extintores Rio de Janeiro RJ

Aqui você encontra o serviço de inspeção, manutenção e recarga dos extintores de Água, Extintores CO2 e Extintores de Pó Químico. Além disso, sua empresa ou condomínio conta com todo suporte e garantia do serviço dentro das normativas com o melhor preço, orçamento e retira sem custo adicional na AT Recarga e Manutenção de Extintores Rio de Janeiro RJ.

Recarga Manutenção e Inspeção de Extintores Rio de Janeiro RJ

O fogo, ou seja, o foco de incêndio possui a capacidade de se alastrar muito rapidamente, passando de uma matéria para o outro. Em outras palavras é imprescindível que seu controle seja feito adequadamente, para evitar grandes danos. Dessa forma, pensando nas particularidades de cada chama, em decorrência de sua causa, foram desenvolvidos tipos de extintores de incêndio adequados a cada situação de controle e combate a incêndio.

Classes de Extintores de Incêndio

 

Classe A de Extintores de Incêndio:

Os incêndios classificados como A são os causados por materiais sólidos, como papel, madeira, tecidos, algodão, madeira etc. A principal característica deste tipo de fogo é deixar resíduos, como carvão e cinzas.

Classe B de Extintores de Incêndio: 

São classificados dessa forma os incêndios causados por materiais líquidos, gases inflamáveis ou sólidos que se tornam líquidos. Alguns exemplos são gasolina, querosene, óleo, parafina, tintas, graxas etc.

Classe C de Extintores de Incêndio:

A classificação C é recebida quando há envolvimento de equipamentos elétricos que estejam energizados. Alguns exemplos são geradores, quadros e cabos de força, computadores, transformadores etc.

Classe D de Extintores de Incêndio:

A classe D diz respeito a fogos causados por metais pirofóricos. Ou seja, metais que em partículas finas pode entrar em combustão facilmente. Alguns exemplos são zinco, titânio, urânio e lítio.

Classe K de Extintores de Incêndio:

Os incêndios de classe K são os que ocorrem com incidência de óleo de cozinha e gorduras. Geralmente acontecem com fritadeiras, grelhas, assadeiras, frigideiras e equipamentos onde essas substâncias atingem altas temperaturas.   

 

 

 

COTAÇÃO DE RECARGA DE EXTINTORES EM GERAL

Ligue agora e faça um orçamento grátis para Compra, Inspeção e Recarga de Extintores de  rapidamente na AL Rio de Janeiro RJ.

8 tipos de Extintores de Incêndio e suas Aplicações

 

1. Extintor com carga de Água

Extintores a base de água potável pressurizada. Seu uso é recomendado para apagar fogos do tipo A, ou seja, causados por madeiras, papéis, tecidos, algodões e materiais semelhantes. A substância age por resfriamento e abafamento, por conta de sua capacidade de vaporização.

2. Extintor com carga de Espuma Mecânica

A espuma mecânica contida nesses extintores é constituída por uma espécie de detergente concentrado (LGE). Quando a substância se mistura com a água e o ar “oxigênio”, durante o choque mecânico que ocorre com a saída, produz-se a espuma. Em outras palavras forma uma película sobre o fogo, que o abafa e resfria, combatendo a chama. Por essas razões, é mais indicada para apagar incêndios de classe B – causados por gases e líquidos inflamáveis, já que os resfria rapidamente, graças a seu efeito manta, que o impede de se propagar ainda mais. Contudo, pode ser utilizado para combater os de classe A.

3. Extintor com carga de Dióxido de Carbono (CO2)

O elemento dióxido de carbono tem ação direta causando abafamento da chama, seguindo-se do resfriamento. Sua maior vantagem é não conduzir corrente elétrica. Contudo, o elemento CO2 é altamente asfixiante. Por isso, seu uso não é recomendado em ambientes fechados. Em virtude do seu CO2  esse tipo de extintor a melhor opção para combater fogaréus de classe C, quando há eletricidade envolvida. Além disso, é possível utilizá-lo para combater incêndios causados por óleos de cozinha, ou seja, os do tipo K.

4. Extintor com carga de Pó Químico BC

O extintor com essa carga, como o nome já diz, é direcionado aos incêndios de foco B e C. Ou seja, líquidos, sólidos e gases inflamáveis além de equipamentos elétricos. Sua principal composição é o bicarbonato de sódio, que atua resfriando rapidamente o calor e interrompendo a reação de combustão. O material também não conduz corrente elétrica, sendo ideal para chamas de classe C.

5. Extintor com carga de pó químico ABC

O pó químico ABC possui uma composição química adaptável e por fato é recomendado para combater queima em acidentes industriais, residenciais e comerciais. Com base de monofosfato de amônia siliconizado derrete e adere à superfície dos materiais do tipo A, impedindo a propagação da chama. Abafa a reação em cadeia e controla o fogo em incêndios de classe B. Não realiza condução de corrente elétrica, podendo assim ser utilizado para incêndios envolvendo eletricidade.

6. Extintor com carga de halogenados (halon)

Extintores de carga halogenada agem quebrando a reação em cadeia do fogo e, em seguida, o abafa, impedindo a propagação do fogo. Em outras palavras, ele não danifica equipamentos eletroeletrônicos sensíveis a compostos como a água. Por essas características é indicado para incêndios com causas variadas. Ele pode ser utilizado para os do tipo A, B e C. Ou seja, ele apaga chamas de matérias sólidas comuns, de líquidos e sólidos inflamáveis e os causados por correntes eletrizadas.

7. Extintor da classe D

O agente extintor dessa classe funciona a base de cloreto de sódio. É utilizado apenas para os incêndios da classe D, pois isola o metal da atmosfera, impedindo um maior alastramento. Além disso, possui um longo aplicador, para alcançar mais facilmente o metal. Dessa forma, o utilizador fica mais distante e não entra em contato com o gás exalado durante a queima.

8. Extintor da classe K

Esse extintor foi desenvolvido para incêndios da classe K. Ou seja, incêndio causados por óleos de cozinha, o composto possui particularidades que visam ter reações químicas a fim de minimizar o calor. Por isso, ele possui uma base alcalina, que ao entrar em contato com a gordura saturada formada pelo óleo em alta temperatura, cria uma espuma, abafando o fogo. O nome dessa reação é saponificação. Uma de suas maiores vantagens é conter os gases exalados.

FICOU COM DÚVIDA?

Fale com de nossos especialistas e tire todas as sua dúvidas sobre qual é o equipamento ideal para sua empresa ou condomínio.

Perguntas Frequentes sobre Recarga, Manutenção, Inspeção e Compra de Extintores.

Quanto custa uma recarga de extintor de incêndio?

Dependo do tipo de extintor de incêndio e quantidade. Consulto nossos preços!

Como carregar extintores de incêndio?

Em primeiro lugar, uma recarga de extintores de incêndio no Rio de Janeiro deve ser feita em uma empresa com certificação junto a órgãos regulamentadores, como o Inmetro. Afinal, quando o assunto é segurança, não se deve contratar empresas inaptas para a atuação no segmento.

Onde comprar extintor de incêndio no Rio de Janeiro?

Em vila Isabel Rio de Janeiro.
Telefone: 2137-1183
Email: recargadeextintores.rj.br@gmail.com / vendas@recargadeextintores-rj.com
Via Chat: https://recargadeextintores-rj.com/

Como é feita a manutenção dos extintores?

Consiste em checar, no local onde o extintor foi instalado, se a mangueira está em boas condições, limpar a superfície externa, avaliar o anel da válvula, substituir ou reapertar componentes não submetidos à pressão, e verificar a última recarga indicada no selo do Inmetro.

Quando os extintores deverão passar por uma recarga?

Nota: Fica a critério e responsabilidade da Empresa de Inspeção Técnica e Manutenção de Extintores de Incêndio a realização da recarga de extintores. O tempo para recarga depende do modelo de extintor em conforme com as normativas.

Quais são os níveis de manutenção dos extintores de incêndio?

São elas: – de 1º nível: geralmente é feita a inspeção técnica e no local onde o extintor está instalado. Realiza limpeza, reaperto e/ou substituição de componentes não submetidos à pressão; – de 2º nívelé necessário levar o extintor até a empresa que fará a manutenção. – 3º nível: técnico.

Qual é a periodicidade de recarga do extintor ABC?

Normalmente, os extintores de água ou pó químico devem ser recarregados uma vez ao ano. Já os equipamentos de gás carbônico precisam de recarga a cada seis meses.

Quais as informações mínimas deve conter um relatório de inspeção Segundo a NBR 12962?

Seguintes informações: a) data da inspeção e identificação do executante; b) identificação do extintor; c) localização do extintor; d) nível de manutenção executado, discriminado de forma clara e objetiva.

O que são agentes extintores e quais as recomendações para sua instalação e manutenção?

Agente extintor é todo material que, aplicado ao fogo, interfere na sua química, provocando uma descontinuidade em um ou mais lados do triângulo do fogo, alterando as condições para que haja fogo. Os agentes extintores podem ser encontrados nos estados sólidos, líquidos ou gasosos.

Que critérios devem ser considerados na escolha de um extintor?

23.17.1 Os extintores deverão ser colocados em locais: a) de fácil visualização; b) de fácil acesso; c) onde haja menos probabilidade de o fogo bloquear o seu acesso.

Quanto ao tamanho como podem ser classificados os extintores?

B e C. Extintores de CLASSE A: Devem ser utilizados extintores de água ou de espuma, no combate às chamas de origem fibrosa, como madeira ou papéis. Extintores de CLASSE B: Não se deve utilizar extintores à base de água, uma vez que na classe B estão os materiais líquidos ou sólidos liquefeitos, altamente inflamáveis.

Contato

3 + 2 =

Rua Feliz Lembrança, Andaraí Rio de Janeiro

21 3496-9058

vendas@recargadeextintores-rj.com